home pt 1

rede

Os benefícios dos planos de seguros para grupos de afinidade

oje-21-novembro-2013-156

Dídia Coelho
COSTA DUARTE – Corretor de Seguros, SA
www.costaduarte.pt

A responsabilidade social define-se pela integração voluntária de preocupações sociais nas decisões e interações. Trata-se de um modo das organizações contribuirem para a sociedade de forma positiva, obtendo, em troca, reconhecimento da comunidade e, naturalmente, o reforço da sua competitividade.

Tem sido notória a atenção das empresas e associações a esta área, nomeadamente com a procura de benefícios complementares para a comunidade específica dos seus colaboradores/ membros e respetivos agregados familiares. O clima de recessão económica em que vivemos tem impossibilitado a implementação de compensações salariais diretas, pelo que a atribuição de benefícios de outra natureza está agora cada vez mais valorizada como fator motivacional nas políticas de Recursos Humanos. Organizações de maior dimensão têm, inclusive, criado estruturas dedicadas à gestão de protocolos e parcerias que possam maximizar, nas mais diversas áreas, o bem-estar dos seus colaboradores, associados, membros, clientes, fornecedores...

Na área dos seguros é possível criar programas com condições exclusivas, permitindo o acesso a serviços personalizados, a preços mais competitivos e a coberturas de riscos alargadas face aos produtos standard do mercado. Cada programa, composto por variados seguros (automóvel, habitação, saúde, vida, poupança, etc.), devidamente alinhado com os objetivos da organização no âmbito da responsabilidade social e com as políticas de recursos humanos, é construído tendo em conta as necessidades de cada grupo alvo com vista à melhoria da sua qualidade de vida.

O sucesso reside essencialmente na capacidade de personalização da oferta, na proximidade da comunicação, na qualidade do serviço pré e pós venda, na isenção e transparência das relações criadas entre as três partes envolvidas. A eficácia, proximidade e a qualidade do serviço são os requisitos para a construção relações win-win-win envolvendo o colaborador, a empresa e o corretor.

A experiência acumulada e a capacidade tecnológica dos corretores e agentes profissionais na gestão de serviços estruturados, constitui uma mais-valia no apoio às estruturas que pretendam avançar com uma iniciativa nesta área garantindo a disponibilidade de produtos que, de outra forma, seriam inacessíveis para o grupo alvo enquanto consumidor comum. Trata-se de um serviço que não representa qualquer incremento de custo para as organizações garantindo um retorno ao nível da produtividade, satisfação e retenção dos seus colaboradores / membros.

E quanto maior o sucesso, leia-se quanto maior o número dos seus aderentes, maiores serão as probabilidades de introduzir sistematicamente vantagens adicionais. Os planos de benefícios exclusivos para comunidades específicas são muitas vezes desvalorizados mas potenciam o sentimento de pertença e contribuem ativamente para a melhoria da qualidade de vida dos seus membros.

São uma efetiva ferramenta ao dispor de todas as organizações para contrariar o contexto atual de crise.

Dídia Coelho

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013.


 
Voltar à lista | Ir para o topo | Download disponível